Hoje quero relembrar-te o amor que sinto por ti

O amor real e, não fantasiado.
O amor que teve um ponto de partida e, depois de chegado um terno e, assíduo aconchego na minha vida. Um amor que acolhe-me nas alegrias e, hospeda-me nas melancolias. Que adereça o meu semblante de carinhosos sorrisos que despertam nos meus lábios e, ou imprevisivelmente, raras vezes, empalidece o meu rosto, quando traja os meus olhos de lágrimas deslizando em meu rosto e, morrendo nos meus lábios.

O amor que habita o meu coração, que rítmica o batimento cardíaco do lado esquerdo do meu peito, por vezes, velozmente ou, outras vezes, dengosamente lento.

O amor vivo, latejante e, palpitante. Eloquente, uno, inesquecível que seduz-me e, encanta-me.

Veemente e, vero! O amor que lisonjeia-me ao longo do tempo no requinte na arte de ser mãe. O meu amor por ti. Possuidora desse amor e, do privilégio que me assiste o prazer é imensurável na fieldade e, amor que sinto ao ter-te do meu lado.

Feliz aniversário, querido. Amo-te.
Um longo e, doce beijinho da tua mãe.
Ana

Comentários

  1. Obrigado mãe ! está lindo , amo-te muito ! <3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Ballet's Mais Admirados