Sempre que ...




... descubro refúgio no seu encanto e, encontro abrigo nas suas lembranças que acarinha-me das tempestades e, hospeda as melancolias...

Sinto

O tempo metamorfoseando, desnudando as tristezas em aneno e, florido instante ...

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Descubro refúgio e um quente e ternurento acolhimento entre as palavras irrequietas, leves, voluptuosas, diáfanas, que compõem este ballet de sofisticação e sonho...
    Parabéns, princezinha...

    ResponderEliminar
  3. sempre estive perto
    sempre tive receios
    sempre esperei continuar
    sempre fui eu.
    sempre tive cuidado
    sempre esperei ..
    sempre tive receios
    porque ??
    sempre me disse "M..." gosto de o....
    sempre ??'

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Ballet's Mais Admirados